sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Ilustração de Mónica Cunha (que generosamente a artista me dedica) & um poema em dia-logos


Para a Mónica Cunha,

Felinos fluviais os teus olhos estuam
nas silenciosas esquinas que
refazem a carícia do rosto
quando intacta é ainda a pele
dos caminhos

dos pólenes
por inventar.

Tens o caminho nos teus olhos
e um verde rio farejado
pelo pé em meditativo salto
sobre o poço aromático
em precária levitação.

Aos teus olhos nenhuma venda os detém
porque rasgam o desconhecido
e nenhum enigma mais extenuado que um nome
pode travar os seus verdes passos
esgueirando-se da moldura ao encontro
das fluidas margens da frescura:
eis um passo a anunciar um passo
rente aos bálsamos dos caudais
de um cego chão

iminente
prometido.

Oscila o horizonte a cada passo teu
levitando nas antevésperas da locomoção.
Sempre um pouco mais.
Porque os ombros do chão
já os trazes no desvão desacomodado dos olhos.

Avanças o pé onde uma frágil flor tatuada
está destinada a eclodir num sopro de estames
mal sintam os teus olhos antecipando sulcos
abrigos

na estropiada venda que espia
o claro cheiro de um chão.
Porque outros trilhos duráveis
como pássaros tenazes
alternadamente desvendam
os dois insignes luzeiros das íris
instigando o pé a deslizar nas perfumadas
bermas doutros caminhos.

luís filipe Pereira

11 comentários:

MóniKa disse...

Caro Poeta,

Agradeço pelo "caminho dos meus olhos" me ter permitido cruzar consigo.
Saudações Poéticas
Mónica Cunha

Anónimo disse...

Maravilhoso entrosamento: uma ilustração muitíssimo criativa e um poema lindíssimo a afagar os sentidos abertos pela imagem. Parabéns! Este blog é mesmo uma maravilha....
A.l. Amaral

Anónimo disse...

Feliz combinação de imagem e texto.

Anónimo disse...

É sempre "por outros caminhos" que o poeta l.filipe pereira nos leva, convocando-nos para o (re) começo do olhar primordial: o olhar poético. Parabéns por mais esta ligação sobremaneira feliz com a imaginativa ilustração.
C. Reis

Anónimo disse...

"Sempre um pouco mais" me fascinam os seus poemas...
D. I.

Anónimo disse...

Breathtaking!

Anónimo disse...

Sim Filippe, "tens o caminho nos teus olhos", um "caminho de palavras" à flor do teu punho feito para escrever...

Anónimo disse...

um pe que cheira, este que te inspirou no toque de mais um caminho. desejo que em breve nos desvendes caminhos outros, de palavras, como felino que, cuidadosamente, descobre e marca o seu percurso. parabens pela cumplicidade imagem/texto. rui

ivan petrovitch disse...

Oi amigo, estou honrado com sua visita,pretendo agora dissecar seu blog, separar juntas e medulas,aproveitar ao máximo tudo que está disponível... um abraço deste poeta londrinense...

luís filipe pereira disse...

caro Ivan Petrovitch, caro poeta, é esta janela (discreta) voltada a nascente para as intertextualidades que se alegra, enormemente, por receber o sopro da sua visita, o salutar vento das suas palavras.
A janela permanecerá escancarada para o seu olhar a sua escuta a sua atenção, com a solar alegria que principia nas estacas do diálogo.
Um abraço,
luís filipe pereira

Anónimo disse...

Parabéns. lindo lindo lindo o poema que abre caminho (e caminhos) a partir da criativa rampa da ilustração.
P.B.